Institucional

27/11/2018

Conselho Estadual da Cultura faz última reunião de trabalho de 2018

Os membros do Conselho Estadual da Cultura (CONSEC) estiveram nesta segunda-feira (26/11), em Curitiba, para a última reunião do ano de 2018. Entre os assuntos abordados, as ações realizadas nos últimos quatro anos, com destaque para o Plano Estadual de Cultura que se tornou lei, e os editais do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE).                                                                                                                   

O CONSEC participou ativamente das atividades conduzidas pela Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) e contribuiu na tomada de decisões estratégicas da pasta nos últimos quatro anos. Com representantes das oito macrorregiões do Estado e das 10 áreas artístico-culturais, o CONSEC encerra o ano com efetiva participação da sociedade civil dentro da estrutura da SEEC. 

Para o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, o Conselho cumpre papel fundamental na construção das políticas públicas na área da cultura do Estado. “Um Conselho forte é o melhor caminho para que a cultura seja também fortalecida. Essa reunião, assim como todas as que tivemos até agora,  foi importante para que pudéssemos fazer um balanço das ações e da participação do Conselho e já deixar essa semente pras próximas gestões”, comenta o secretário.  

Na parte da manhã, o secretário apresentou um relatório das ações realizadas desde 2015. Foram apresentados também os resultados da Mostra de Arte Popular que aconteceu em outubro, em Guarapuava.  Depois foram discutidos pontos para o próximo ano e questões para o crescimento das ações na cultura do Paraná.

Representante da Macrorregião do Litoral, o conselheiro Harrison Camargo, reconheceu que a gestão com a participação mais ativa dos conselheiros foi uma experiência de muito sucesso. “Caminhamos muito na última gestão e reforço que essa foi uma das melhores gestões do Paraná. A expectativa é que a próxima gestão continue com o trabalho que vem sendo desenvolvido em conjunto com a sociedade civil e atendendo às necessidades do Plano Estadual da Cultura”.

Para a conselheira Viviane Calikevstz, representante da setorial de Patrimônio Cultural Material e Imaterial, uma das maiores conquistas da cultura do Estado dos últimos anos foi a ampliação do acesso da população do interior. 
“A cultura do Paraná teve um resultado muito bom, se comparado a anos anteriores. Pude acompanhar a atuação do Governo, principalmente em como a cultura chegou ao interior do Estado. Houve uma efetividade na atuação no interior, o que tornou o Paraná diferente de outros Estados, em que as ações se concentram quase todas nas capitais e grandes centros”, comenta a conselheira.

Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.