Institucional

21/12/2018

Programa Agentes de Leitura do Paraná atendeu mais de 37 mil pessoas em 2018

Mais de mil atividades foram desenvolvidas pelo projeto em 10 municípios do Paraná



BPPO programa “Agentes de Leitura do Paraná” encerra 2018 com mais de 37 mil pessoas beneficiadas e mais de mil ações realizadas. Ontem (12/12), o doutor em artes pela UNESP, Giuliano Tierno, fez a última oficina de formação do ano, em Curitiba, sobre a mediação de leitura, com o tema “Contar Histórias: gestos da fala no processo de promoção da leitura”. Ao longo do ano, foram desenvolvidas atividades como contação de histórias, rodas de leitura, além de oficinas de criação literária e bate papo com escritores.


Esse ano foi a terceira edição do Agentes de Leitura do Paraná quando 50 agentes atuaram em 10 municípios do Paraná. O programa trabalha na formação destes agentes, que multiplicam as informações nas comunidades em que atuam, além de promover e dar suporte às atividades desenvolvidas por eles e pelos parceiros em diferentes municípios do Paraná.

As ações promovidas pelos agentes formados foram direcionadas a crianças, adolescentes, adultos e idosos, a maioria em situação de risco social. As atividades aconteceram em escolas, bibliotecas, Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centros de Socioeducação (Cense), Centros da Juventude e outros locais similares.

Na avaliação dos resultados do programa, utilizando-se da metodologia Net Promoter Score - NPS, uma técnica usada para medir a satisfação do público, as atividades realizadas foram avaliadas com grau de excelência e consideradas como ótimas ou boas por 97% dos participantes.

Além do apoio e desenvolvimento das atividades, nove cidades da Região Metropolitana de Curitiba e Paranaguá receberam, nesta edição, nove mil livros para realizar o trabalho da leitura.


Semana Internacional da Leitura


A novidade desta edição de 2018 do programa foi a 1ª Semana Internacional da Leitura. Durante uma semana, especialistas em leitura participaram de mesas redondas, palestras e conferências, na Biblioteca Pública do Paraná. O objetivo foi o de aprimorar o conhecimento adquirido pelos agentes ao longo das oficinas de formação durante este ano. Nomes importantes como o da francesa Christine Razet, o da escritora Marina Colasanti e o da especialista espanhola Inês Miret fizeram parte da programação.

Para a coordenadora do Plano Estadual da Livro, Leitura e Literatura, Tatjane Garcia, o programa Agentes de Leitura do Paraná 2018 atingiu as metas estabelecidas. “Nesta edição, tivemos a ampliação no número de oficinas, de agentes formados e ultrapassamos os 37 mil atendimentos. E, com a 1ª Semana Internacional de Leitura, pudemos trocar experiências com especialistas de todo o Brasil e de outros países”, disse a coordenadora.


Experiência

Para Kenni Rogers, agente de leitura em Fazenda Rio Grande, participar do programa “Agentes de Leitura” foi transformador. “A gente vê que muda a rotina de milhares de pessoas, elas passam a rir de forma diferente, têm sensações diferentes e vivenciam experiências novas”, comemorou.

Para a agente Moira Albuquerque, de Curitiba, fazer parte do programa foi muito especial. “Sou contadora de histórias há mais de seis anos e esta troca de experiências, pra mim, foi muito importante. Na minha opinião, fortalece e muito a arte de se contar uma história e de se cativar um leitor”.

Para a agente de leitura Alana Saiss os eventos de formação foram fundamentais para o sucesso do trabalho dela na comunidade. “Precisamos conquistar o nosso leitor, renovar o nosso pensamento sempre. Ouvir outras experiências sempre nos faz refletir. Acho muito importante quando reflito: será que isso daria certo com as crianças que eu atendo? É uma ótima forma de se renovar, com o apoio de profissionais já renomados”, comemora a agente.


Sobre o programa


Promovido pela Secretaria de Estado da Cultura com apoio da Biblioteca Pública do Paraná, o Agentes de Leitura é uma ação que está inserida nas diretrizes do Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura do Paraná (PELLL). Conta com o apoio da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social e com o incentivo da empresa Audi do Brasil por meio do Programa Paraná Competitivo.

Confira o catálogo com as ações AQUI.




Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.