Cinema

02/08/2019

Número de inscritos no Edital Paraná Audiovisual cresce em torno de 150% em comparação a 2017

O valor em 2019 é de R$ 10 milhões, sendo R$ 2 milhões aportados pela SECC e R$ 8 milhões pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA)

Houve um aumento de cerca de quase 150% no número de projetos inscritos no edital Nº 01/2019 de Produção e Desenvolvimento de Obras Audiovisuais, realização da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC) em parceria com a Ancine, em comparação à edição de 2017. As inscrições se encerraram na última segunda-feira (29/07) e foram contabilizados 314 proponentes contra 124 do edital anterior, em 2017.

O valor em 2019 é de R$ 10 milhões, sendo R$ 2 milhões aportados pela SECC e R$ 8 milhões pelo Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). As categorias contempladas são curta-metragem (ficção ou documentário), curta-metragem (animação), telefilme (documentário com temática paranaense), longa-metragem (ficção, documentário ou animação) e duas novas: jogos eletrônicos e desenvolvimento de projetos (obra seriada de documentário e telefilme, obra Seriada de Ficção, obra seriada de Animação e Longa-Metragem).

Cleo - A rainha negra das passarelas
"Cléo – A Rainha Negra das Passarelas”, curta-metragem de Artur Ianckievicz, filme contemplado no edital de 2017.

Segundo a técnica da Coordenação de Ação Cultural e Economia Criativa da SECC, Priscila Pacheco, o incremento do número de inscritos se deve a diferentes fatores, que vão do amadurecimento do setor audiovisual no Paraná, com mais profissionais capacitados atuando na área, à desburocratização do processo de inscrição no edital. “A ideia, nessa fase, foi dar aos proponentes a possibilidade de focar mais nos roteiros, nos seus respectivos projetos, do que nos documentos de habilitação, que serão exigidos após o julgamento de mérito a ser feito pelos pareceristas”, diz a técnica.

Após o encerramento das inscrições, a próxima fase do edital será a análise prévia dos projetos, para conferir se eles se enquadram nos requisitos básicos exigidos e se todos os campos do formulários foram preenchidos adequadamente. Até a segunda quinzena de agosto, deverá ser divulgada a lista dos aprovados nesta verificação, à qual não cabe recurso. Na sequência, os pareceristas, cinco (5) para as categorias de cinema e cinco (5) para as de jogos eletrônicos, iniciarão a fase apreciação de mérito, prevista para estender-se por até 40 dias. Após esse processo, serão divulgadas as notas em cada tipologia e caberá recurso.

Analisados os pedidos de recurso, todos os projetos com notas acima de 70 (setenta) estarão aptos para a habilitação, fase na qual os proponentes deverão entregar toda a documentação exigida. Estima-se que o resultado final do edital seja divulgado até dezembro de 2019.

No Paraná, os valores aportados no audiovisual paranaense entre 2015 e 2018, por meio de editais e renúncia fiscal de ICMS é de quase R$ 22 milhões. "O investimento do edital é importante para a cultura como um todo. Você não prioriza só a classe do audiovisual, porque a produção de um filme envolve várias áreas, como a de música direção de arte. Fomenta toda uma cadeia de economia criativa", frisa a Superintendente Geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Comunicação e da Cultura

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.