Busca Cultura

Notícias

27/11/2012

Secretaria da Cultura anuncia Salão de Cerâmica para 2013

Debate foi realizado durante o 18º Simpósio Paranaense de Cerâmica

18º Simpósio Paranaense de CerâmicaO 18ª Simpósio Paranaense de Cerâmica, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (SEEC) e organizado pelo Museu Alfredo Andersen, reuniu cerca de 300 participantes vindos de diversas cidades do Paraná, além de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraíba, Pará e Santa Catarina. A cerâmica representa importante papel na cultura e economia do Paraná. Prova disso é o município de Campo Largo, grande produtor de objetos em cerâmica, e a região de Alexandra, no Litoral, considerada por muitos profissionais como o local onde existe uma das melhores argilas do Brasil.

Após a realização do Simpósio, com palestras e demonstrações de profissionais brasileiros, do México, Estados Unidos e Portugal, a SEEC dá continuidade aos trabalhos voltados para esta manifestação artística e anuncia a realização do Salão de Arte Cerâmica, que vai ocorrer no segundo semestre de 2013. O evento é composto por uma mostra de cerâmica contemporânea, palestra de abertura e premiação de dois artistas. Um deles receberá prêmio em dinheiro e o outro fará parte de uma residência artística. O edital e detalhes do evento serão divulgados no ano que vem.

“A cerâmica terá espaço no calendário anual de eventos da Secretaria de Estado da Cultura, já que o Simpósio e o Salão serão bienais, realizados em anos alternados”, explica a coordenadora do Sistema Estadual de Museus, Christine Baptista.

Segundo a artista Marília Diaz, consultora do Simpósio Paranaense de Cerâmica, o nível elevado do debate realizado no evento serviu para que o Paraná abrisse a discussão acerca dos rumos da arte cerâmica. “O Simpósio é formador, guia, desperta a vontade de produzir, de pesquisar. Existem mais de seis mil pessoas cadastradas que trabalham com cerâmica. A realização de eventos nesta área fomenta os processos de produção da arte”, opina Marília.

Cerâmica
O trabalho do homem com a argila remete há pelo menos cinco mil anos e é uma das formas mais antigas de processo poético. Utilizada para a confecção de objetos utilitários, decorativos e de arte, a argila é uma matéria-prima que ultrapassa fronteiras geográficas, culturais e de classe social.

Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.