• Twitter Cultura Paraná
  • Facebook
  • RSS
  • Tumblr
  • Instagram
 

Notícias

16/03/2017

Secretário da Cultura participa de reunião da Associação dos Municípios dos Campos Gerais

O secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani, foi o convidado do encontro da Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) na tarde desta quarta-feira (15/03). Ele esteve presente a convite da Associação para apresentar os projetos da Secretaria da Cultura e alguns resultados. Além disso, colocou a sua equipe à disposição dos novos gestores da região dos Campos Gerais.

Conforme o secretário, a Lei de Incentivo à Cultura do Paraná, o Profice, destinou mais de R$ 8 milhões de recursos somente para a região. “Com 43 projetos de 16 municípios aprovados”, enumerou. No biênio 2016/2017 foram mais de R$ 25 milhões para todo o Estado.

Como em sua última visita à AMCG, no mês de junho de 2016, Fiani destacou a importância do “Paraná conhecer o Paraná”. As visitas às microrregionais visam este objetivo: de conhecer as iniciativas e as demandas dos gestores culturais. “A cultura tem uma força enorme, mas temos que refletir o seu impacto em números para conseguir os recursos”, explicou, aconselhando os novos secretários e diretores a pautar as suas demandas conjuntas e encaminhar ao Governo do Estado.

Os gestores presentes adiantaram durante o encontro algumas demandas comuns dos municípios dos Campos Gerais, como a manutenção de espaços culturais e bens tombados pelo patrimônio histórico.

Eleição
Além de receber o secretário de Estado, os gestores realizaram a eleição da coordenação da AMCG Cultura para este ano. Na coordenação ficou o secretário de Cultura, Turismo, Patrimônio Histórico e Relações Públicas do município de Palmeira, Waldir Joanassi Filho, como vice-coordenador, o superintendente de ação cultural de Castro, Augusto Beck, e na secretaria o diretor do Departamento de Cultura de Jaguariaíva, Rafael Pomim Lopes.

Aproveitando a pauta proposta por Fiani, os gestores pretendem debater em seus próximos encontros o patrimônio histórico dos municípios. Além disso, o novo coordenador da AMCG Cultura colocará em pauta a questão do patrimônio imaterial, já que em Palmeira foi aprovada uma lei que possibilitou o tombamento do Pão no Bafo, e que foi benéfica para o município. “Com isso podemos criar uma identidade cultural para a nossa região”, avalia Waldir.

Fonte: AMCG/SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.