Busca Cultura

Exposições

12/03/2012

Museu de Arte Contemporânea do Paraná prorroga exposições

Obras do acervo do MAC, desenhos e gravuras fazem parte das mostras que ficam até fim de abril

Quem ainda não visitou as exposições em cartaz no Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC), espaço da Secretaria de Estado da Cultura (SEEC), tem até o próximo mês para conhecê-las. As mostras, que contemplam diversas linguagens artísticas, foram prorrogadas e ficam até 22 de abril no MAC.

Acervo – A exposição “Os Encontros de Arte Moderna, os conceitualismos no Paraná – mostra do acervo” apresenta obras do MAC com a intenção de mostrar a influência dos Encontros de Arte Moderna na formação do acervo do Museu. “Não houve a intenção de esgotar o tema, pois isso exigiria mais tempo e espaço. Na mostra pretendemos remexer a memória e incentivar possíveis pesquisas sobre o período”, explica o curador Fernando Bini.

A seleção de peças contextualiza momentos da arte recente apresentando peças premiadas pelo Salão Paranaense entre os anos de 1969 e 1980. Com tendências estéticas variadas, a exposição contempla artistas como Carlos Zílio, Fernando Velloso, João Urban, Rettamozo, Rossana Guimarães e vários outros.

Gravuras e desenhos – Arabesco descreve determinado padrão próprio de desenho fundamentado nos princípios da simetria e da repetição. O arabesco é exposto nessa série de gravuras e desenhos de Larissa Franco. “De caráter sagrado na cultura islâmica, o ornamento permite metáforas literárias, interpretações poéticas e reflexões filosóficas”, comenta a artista curitibana.

A utilização diferenciada de formas antigas como expressão de linguagem gráfica, a construção de jardins imaginários, a individualidade, o deslocamento e a apropriação dão fundamentos às questões contemporâneas presentes na mostra intitulada “Arabescos”.

Xilogravuras – Na sala Theodoro De Bona do MAC, o desenhista, pintor e gravurista Paulo Carapunarlo apresenta uma instalação de xilogravuras. São dezenas de imagens expostas como se fossem uma única obra que, de acordo com o artista, formam um corpo em que a extensão se materializa no espaço, adquirindo caráter real – batizando, por isso, a exposição de “Organóides”.

Carapunarlo nasceu em Engenheiro Beltrão e atualmente mora em Curitiba. Já expôs na capital paranaense, em São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Estados Unidos, México e Espanha.

Serviço
Exposições “Os Encontros de Arte Moderna, os conceitualismos no Paraná – mostra do acervo”; “Arabescos”, de Larissa Franco; e “Organóides”, de Paulo Carapunarlo.
Até 22 de abril de 2012.

Museu de Arte Contemporânea do Paraná
Rua Desembargador Westphalen, 16 – Centro. Curitiba/PR.

Horário de funcionamento
Terça a sexta-feira das 10 às 19 horas
Sábado e domingo das 10 às 16 horas

Agendamento de visitas mediadas: (41) 3323 5265
Informações: (41) 3323 5328 e mac@pr.gov.br

Entrada franca

Fonte: SEEC

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.