Busca Cultura

Exposições

01/05/2012

MON recebe exposição que revela um século de arte em mais de 170 obras

“1911-2011 Arte brasileira e depois, na Coleção Itaú” inclui desde pinturas a holografias e outros suportes

obra da exposiçãoUm olhar sobre 100 anos de arte. É essa a proposta de "1911-2011 Arte brasileira e depois, na Coleção Itaú", exposição que permanece até 29 de julho no Museu Oscar Niemeyer (MON). Em três salas expositivas, que somam 1,5 mil metros quadrados, reúne 177 obras, do quadro "A Pequena Aldeã", de Lasar Segall, da primeira década do século 20, à instalação interativa "[Op_Era] Haptic Interface", realizada por Rejane Cantoni e Daniela Kutschat no começo do século 21.

Teixeira Coelho, responsável pela curadoria, afirma que a mostra se faz por meio de seis módulos que, juntos, contemplam os instantes fundacionais e de afirmação da arte brasileira. “Fundacional porque no início desse período começa a surgir uma arte propriamente brasileira. E da afirmação porque é também nesse arco de tempo que a arte feita aqui se torna um ator mundial que conversa em igualdade de condições com outras artes nacionais”, diz Coelho.

Em "1911-2011 Arte brasileira e depois, na Coleção Itaú", há desde obras bidimensionais, tridimensionais, vídeos, holografia, videoinstalação e instalação digital. A diretora do MON, Estela Sandrini, observa que os caminhos da arte contemporânea serão percebidos nesta mostra. “Por exemplo, o abandono da figuração rumo à abstração é um impasse que esta exposição evidencia”, diz Estela. A mostra segue em cartaz até 29 de julho.

Serviço
1911-2011 Arte brasileira e depois, na Coleção Itaú
Até 29 de julho.

De terça a domingo, das 10 às 18 horas.
Ingressos: R$ 4 e R$2.
No primeiro domingo de cada mês a entrada é franca.

Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico - Curitiba - PR
Mais informações: (41) 3350-4400

Fonte: MON

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.