MUPA terá performance de dança de Davi Pontes e Wallace Ferreira com mesa de conversa 20/05/2024 - 16:52

Os artistas e coreógrafos Davi Pontes e Wallace Ferreira apresentam no sábado (25), às 18h, a performance “Repertório N.2”, no Museu Paranaense (MUPA). Em seguida, às 19h, o pesquisador Miro Spinelli media uma mesa de conversa com os artistas. A entrada é gratuita e a classificação indicativa para maiores de 18 anos. Serão distribuídas senhas por ordem de chegada, na tenda do Museu, uma hora antes da atividade, sujeita à lotação.

“Repertório N.2” é a segunda parte de uma experiência coreográfica para pensar a dança como uma prática de autodefesa, utilizando técnicas desviantes e informais, em uma genealogia alternativa, subterrânea, de práticas autodefensivas. A partir dessa coreografia, é possível estimular o pensamento crítico sobre o mundo atual e realizar a operação de coreografar entre imaginação e intuição. Assim, libertar o pensamento das ferramentas do entendimento.

A ação já foi apresentada em diversas instituições no Brasil e em outros países, e agora chega pela primeira vez a Curitiba, como parte da programação da segunda edição do Programa Público, “Corpos ― Indícios, Matrizes ― Espécies”, que vai até agosto (detalhes AQUI).

Logo em seguida à performance, ocorre a mesa de conversa “Coreografar sem mapas”, entre os artistas e mediação de Miro Spinelli. O tema é um exercício dedicado a explorar possibilidades de encontros a partir da coreografia, abordando o processo de reflexão artística, teórica e coreográfica em relação ao projeto “Repertório”.

Durante o bate-papo, serão abordados temas como o processo de criação dos artistas, a trajetória do trabalho, a origem da palavra "coreografia" e sua interseção com a categoria da racialidade. A atividade será gratuita e terá interpretação em Libras.

SOBRE DAVI PONTES – Artista, coreógrafo e pesquisador. Davi é formado em Artes pela Universidade Federal Fluminense e mestre em Artes (Estudos Contemporâneos das Artes) pela mesma instituição. Foi premiado com o ImPulsTanz – Prêmio de Jovens Coreógrafos 2022 e o Prêmio Artlink – 100 artistas de todo o mundo, no mesmo ano. Participou como um dos artistas da 35ª Bienal de São Paulo, coreografou a obra “Variação” para o Balé da Cidade de São Paulo e atualmente faz parte dos artistas do 38º Panorama da Arte Brasileira no MAM SP.

Desde 2011, tem apresentado seu trabalho em galerias de arte e festivais nacionais e internacionais. Baseado em pesquisa corporal, sua prática enfrenta o constante desafio de posicionar a coreografia e a racialidade para responder às condições ontoepistemológicas do pensamento moderno.

SOBRE WALLACE FERREIRA – Coreógrafa, performer, artista visual. Formada pela Escola Livre de Artes da Maré (ELÃ), Escola de Artes Visuais Parque Lage, bacharelado em dança pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Vencedora do Prêmio ImPulsTanz – Young Choreographers’ Award 2022, e residência artística no Instituto Inclusartiz. Movida pelos desafios de tensionar o presente, desde 2018 tem apresentado seus trabalhos em galerias de arte, festivais nacionais e internacionais como a 35ª Bienal de São Paulo.

SOBRE MIRO SPINELLI – Artista e pesquisador. É mestre em Artes da Cena pela UFRJ, em Filosofia e em Estudos da Performance pela New York University (NYU) e doutorando no mesmo departamento. Atua nas imbricações entre a performance, a escrita, as artes visuais e a teoria.

Apresentou trabalhos em festivais, exposições e conferências em diversas cidades na América Latina, na Europa e na América do Norte. Trabalha de modo transdisciplinar com foco em perspectivas minoritárias. Sua prática artística e intelectual está engajada em estratégias anticoloniais elaboradas por meio de um irmanamento radical com coisas, matérias e os invisíveis produzidos nas relações com e entre elas.

Serviço:

Performance “Repertório N.2” e mesa de conversa

Data: 25/05, sábado

Horário: 18h

Local: Museu Paranaense - Rua Kellers, 289, São Francisco - Curitiba

Entrada gratuita, com distribuição de senhas por ordem de chegada, na tenda do MUPA, uma hora antes da atividade. Sujeito à lotação.

GALERIA DE IMAGENS